Logo Web Radio Água

Você está aqui:Início/CONTEÚDOS/ÁGUA E CIÊNCIA/Pesquisa/“Camu-camu”, uma fruta com grande potencial a ser explorado

MUNDO ÁGUA

Ter, 28 de Junho de 2016 14:34

“Camu-camu”, uma fruta com grande potencial a ser explorado

Escrito por  João Mota

Uma pequena fruta tem chamado a atenção dos pesquisadores da Embrapa Roraima por suas qualidades nutritivas. O camu-camu, como é popularmente chamado, cresce nas várzeas dos rios e sua semente geralmente se desenvolve na época das cheias dos rios amazonenses.

A fruta é grande fonte de vitamina C e supera o teor da acerola em 20 vezes e do limão em mais de 100, colocando-a no segundo lugar do ranking das frutas mais ricas nesse tipo de vitamina, perdendo apenas para a fruta australiana Kakadu plum.

Mesmo com esse potencial nutritivo, a produção do camu-camu para fim comercial no Brasil ainda é baixa, motivo que instigou pesquisadores a alavancar a sua produção e tornar a cultura mais eficiente. Edivan Chagas, pesquisador da Embrapa Roraima, fala sobre os trabalhos desenvolvidos para a produção, viabilização e melhoramento da espécie:

“A Embrapa tem trabalhado no sentido de viabilizar um sistema de produção que permita o cultivo comercial, o ‘cultivo em terra firme’ como nós dizemos. Para que aqueles que queiram plantar a cultura, que possam fazer diferente das condições normais em que a planta é encontrada. Então, especificamente a Embrapa Roraima tem desenvolvido um trabalho nesse sentido. Desde 2009 temos realizado um trabalho de prospecção, principalmente aqui no estado de Roraima, mas também em outros estados da região amazônica no sentido de identificar o potencial da fruta. Também fizemos um estudo da variabilidade dessa espécie, tentando identificar as propriedades e teores para que a gente possa fazer um comparativo com outras espécies”. 

O pesquisador também fala sobre as ações elaboradas para despertar o interesse da comunidade na aplicação comercial e alimentar da fruta:

“A gente tem trabalhado também a parte de agregação de valor, visando mostrar para a comunidade em geral as formas de aproveitamento desse fruto. Então a gente tem desenvolvido picolés, que são ricos em vitamina C, geleias, licores, bombons cristalizados, entre outros produtos que podem ser elaborados a partir do fruto do camu-camu. E assim trazer mais uma alternativa de aproveitamento, agregação de valor e renda para o produtor”.

O Peru é grande produtor e exportador da fruta. De lá é exportada para o Japão, Estados Unidos e, através da Holanda para a União Europeia, onde é utilizada pelas empresas farmacêuticas na fabricação de cápsulas de vitamina. Juntamente com outros parceiros, a ideia da Embrapa é divulgar os benefícios da fruta, de tal forma que se torne um espécie importante para o desenvolvimento regional. 

Escrito por João Mota com a supervisão de Vacy Alvaro. 






Última modificação feita em Seg, 25 de Julho de 2016 11:16
Avalie este artigo
(0 votos)

Redes Sociais

  • Facebook: webradioagua
  • Linked In: webradioagua
  • Orkut: 15823632741848208134
  • Twitter: webradioagua
  • YouTube: webradioagua

Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu
Av. Presidente Tancredo Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038

 

2019 • Todos os Direitos Reservados